Big Data e Analytics são elementos fundamentais na tomada de decisões em grandes corporações. Trata-se de conceitos e ferramentas que tornam possível o processamento de dados para uma compreensão maior a respeito de padrões de comportamento. As informações extraídas são capazes de tornar os negócios mais lucrativos, prevenir problemas e aprimorar processos corporativos.

Quer entender mais sobre a relação entre Big Data, Analytics e os benefícios dessa estratégia para a sua empresa? Continue a leitura!

Como se dá a interação entre Big Data e Analytics?

O volume de informação gerado atualmente é muito grande. As ferramentas e as tecnologias que antes existiam para coletar, armazenar e processar esses dados para tirar deles algum insight não eram potentes o suficiente para funcionar em grande escala. Assim, os resultados não eram satisfatórios.

Foi nesse contexto que surgiu o termo Big Data e, com ele, foram criadas as ferramentas de análise, como o Google Analytics. Por mais que, conceitualmente, existam algumas diferenciações, Big Data se refere ao uso de grandes conjuntos de dados que desafiam os limites computacionais tradicionais de captura, processamento, análise e armazenamento informacional.

Esses dados, por se apresentarem nos mais diversos formatos e serem oriundos de várias fontes, não são necessariamente estruturados, o que dificulta sua análise.

Em vista disso, associado ao conceito de Big Data, o Analytics passou a fazer a gestão das informações por meio de um conjunto de técnicas para interpretar os dados e realizar previsões de tendências, montar métricas e gerar insights que norteiam as decisões no rumo dos negócios.

Será que vale a pena investir em uma ferramenta desse tipo? É sobre isso que vamos falar no próximo tópico.

Quais são os benefícios do Big Data e do Analytics para sua empresa?

As aplicabilidades do Big Data e Analytics são muito amplas. Suas ferramentas de análise promovem aprimoramentos em diversos setores da companhia, como veremos agora.

Estratégia de marketing eficiente

Os dados coletados, processados e analisados podem levantar informações úteis para montar campanhas de marketing bem direcionadas.

Por exemplo, com base nos dados de usuários em redes sociais, é possível identificar preferências, histórico das últimas compras, lugares para os quais viajaram etc. Tudo isso revela o perfil de consumo dessas pessoas — um dado valioso que pode ser explorado pelo marketing.

Além disso, ferramentas de Big Data e Analytics possibilitam acompanhar em tempo real como está a aderência de campanhas e ações tomadas na rede: número de likes, compartilhamentos, referências positivas ou negativas, opiniões sobre produtos e serviços etc.

Dessa forma, o time de marketing fica a par da reação do público diante da sua ação de marketing digital e consegue mensurar o engajamento que uma campanha provocou.

Retenção e fidelização de clientes

Reter clientes é muito mais barato que captar novos. Por isso, vale a pena investir em estratégias de fidelização. Seguindo a mesma ideia de perfil de comportamento, com o Analytics é possível ter atitudes mais proativas de CRM (Customer Relationship Management) antes de perder um cliente, por exemplo.

Por meio dos dados, pode-se observar a insatisfação de determinados consumidores e a tendência que eles têm de encerrar determinados serviços. Nesse contexto, uma atitude da prestadora de serviços antes de o usuário tomar uma atitude mais drástica pode ser providencial.

Em termos gerais, isso aumenta a retenção da empresa e reduz o churn. Essa prática é vital para negócios que têm clientes por assinatura, já que ela identifica a possibilidade de cancelamento do contrato antes que ele aconteça.

Melhoria nos processos de Recursos Humanos

setor de RH tem sua importância na captação e no gerenciamento de profissionais que podem trazer maior qualidade e produtividade ao negócio. Aqui, mais uma vez as ferramentas de Big Data e Analytics auxiliam na gestão de pessoas, agora do time interno. Isso acontece em, pelo menos, três frentes:

  • aperfeiçoa o processo de recrutamento, encontrando talentos compatíveis com as competências que a empresa procura;
  • melhora o clima organizacional por entender as necessidades dos colaboradores, auxiliando a implementação de estratégias que promovem o engajamento das equipes;
  • reduz o turnover ao detectar sinais de problemas e insatisfações que poderiam afastar profissionais qualificados.

Redução de custos

Uma vez que o Analytics torna as decisões muito mais eficazes, os recursos da empresa podem ser direcionados de forma mais estratégica, trazendo um retorno mais amplo aos investimentos. Para isso, ele fornece ferramentas que dão base a um planejamento mais adequado e completo.

Ao computar os dados, também é possível identificar gargalos na produção ou desperdícios que talvez em uma análise superficial não sejam tão claros. Além disso, erros na interpretação de informações também pode gerar perdas financeiras. Ao usar ferramentas digitais para automatizar processos, as chances de falhas são significativamente reduzidas.

Segurança digital

Por meio da análise de dados, as ferramentas de Analytics conseguem identificar padrões de comportamento que representam risco para os dados da empresa. É possível também encontrar vulnerabilidades no software que poderiam abrir brechas para fraudes e vazamento de informações sigilosas.

Otimização dos processos internos

As ferramentas de Big Data e Analytics detectam vulnerabilidades, padrões de comportamentos de risco, desperdícios e divergências nos processos internos. A partir daí, é possível propor soluções que otimizem as operações e elevem o desempenho do negócio.

Por exemplo, a empresa pode ter dificuldades em gerenciar seu estoque tendo em vista as diferentes demandas ao longo do ano. As ferramentas de análise podem reunir diversas informações para entender padrões e tendências do mercado consumidor para sugerir compras de estoque e auxiliar as estratégias de estocagem.

Essas ações evitam o desperdício com o superdimensionamento na compra de produtos e insumos, ao mesmo tempo em que previnem a falta de estoque, que poderia fazer a empresa perder clientes.

As ferramentas de Big Data e Analytics vão continuar avançando e suas aplicações também se ampliarão cada vez mais. Agora é a hora de lançar mão desses recursos para tomar decisões de negócios baseadas em dados, não apenas no feeling ou no instinto. Dessa forma, a empresa toma um rumo mais seguro em direção ao crescimento.

Ficou interessado em usar o Big Data e o Analytics para gerar informações valiosas ao seu negócio? Entre em contato conosco e saiba como fazer isso!