O investimento no outsourcing de TI é uma das principais tendências para as empresas que têm um setor de TI bem estruturado. Esse tipo de serviço permite que o negócio tenha um maior foco nos seus principais processos, reduzindo custos e melhorando a competitividade da companhia.

Sobretudo, possibilita gerar mais oportunidades de vendas e ter mais espaço para inovação no dia a dia da empresa: como a tecnologia passará a fazer parte do cotidiano do empreendimento, todas as suas áreas conseguirão atingir melhores resultados.

Quer saber mais sobre o tema e como o outsourcing de TI impacta o seu negócio? Então, acompanhe a nossa lista com as seis principais dúvidas sobre essa solução!

1. O que é outsourcing de TI?

O outsourcing de TI é um serviço por meio do qual a empresa direciona a execução de rotinas do setor de TI para uma empresa parceira. Com isso, ela fica responsável por contratar e treinar profissionais, além de executar rotinas que podem ir de processos de manutenção de infraestrutura à migração de sistemas.

Além disso, o outsourcing de TI também pode ser aplicado aos processos de gestão. Nesses casos, o time de técnicos terceirizados auxiliará a empresa a definir políticas de governança, manutenção de sistemas e prevenção de riscos. Elas serão executadas por equipes especializadas conforme a demanda do empreendimento, garantindo que a companhia possa manter o seu time de TI interno focado em processos críticos.

2. Como o outsourcing de TI funciona?

No outsourcing de TI, a empresa contratada faz uma análise das rotinas internas para conhecer o perfil do negócio. Junto com os gestores da contratante, será definido um conjunto de ações, métricas e objetivos para a prestação dos serviços, de acordo com as informações levantadas.

O pagamento da prestação de serviços pode ser feito mensalmente, trimestralmente ou anualmente. Em muitos casos, para a proteção de ambas as partes, é definido um SLA junto ao contrato de prestação de serviços. O Service Level Agreement — ou Acordo de Nível de Serviço, em português — é um documento que lista todas as obrigações de ambas as partes envolvidas na contratação de um serviço de outsourcing de TI.

Nele, também são listados os itens que influenciam os serviços, como metas de performance, indicadores de desempenho e o intervalo entre a divulgação de relatórios. Dessa forma, fica mais fácil para as empresas se planejarem e avaliarem a qualidade do serviço prestado.

3. Como contratar um time de TI terceirizado afeta os custos do negócio?

A empresa que contrata um serviço de outsourcing de TI terá como um dos primeiros impactos positivos a redução de custos operacionais. Nesse sentido, o empreendimento terá processos de contratação mais simples e ágeis de técnicos, o que reduz o nível de burocracia nessa rotina e os gastos com ela.

Além disso, a redução de gastos passa a ocorrer com a eliminação do pagamento de profissionais ociosos e a diminuição da necessidade de treinamentos. A companhia terá um custo diretamente proporcional à demanda por serviços de TI e, sempre que houver um aumento, o gestor poderá ampliar o tamanho do time rapidamente.

4. Como essa solução pode melhorar os resultados da TI da empresa?

Para a empresa, o outsourcing de TI deve ser visto como uma forma de gerar melhores resultados em médio e longo prazo. Com ele, o empreendimento terá um time de técnicos mais capacitado, com conhecimentos atualizados e prontos para lidar com os principais desafios do setor. Isso implicará um ganho de performance contínuo, já que a execução de rotinas de gestão e manutenção de ativos será feita por profissionais mais especializados.

Como consequência, a infraestrutura de TI terá ganhos contínuos de desempenho e, com isso, a tecnologia poderá ser integrada a mais processos internos. Isso contribuirá para a melhora da competitividade de todo o negócio, uma vez que todas as áreas terão um fluxo de trabalho mais inteligente e inovador.

5. Qual a importância do outsourcing de TI para os negócios?

O outsourcing de TI deve ser visto como um serviço flexível e capaz de auxiliar a empresa em vários cenários. Nas rotinas de gestão, por exemplo, a companhia terá acesso a metodologias de trabalho mais inteligentes e conectadas com as necessidades do mercado. Assim, as atividades da área terão uma execução de maior qualidade e com foco nas demandas dos usuários.

Para os processos de manutenção, o outsourcing de TI fornece a oportunidade para o negócio ter um conjunto de práticas que amplia a vida útil dos equipamentos e melhora a sua performance. Isso agilizará os fluxos de trabalho e permitirá que a empresa tenha a tecnologia integrada a mais processos.

Em outras palavras, o outsourcing de TI cria um ciclo de melhorias dentro do negócio. A empresa terá um apoio maior da tecnologia no seu dia a dia e rotinas de gestão mais qualificadas, capazes de criar um ambiente de inovação e colaboração contínua.

6. É possível utilizar o outsourcing de TI em projetos internos?

Um dos melhores cenários para o uso de um serviço de outsourcing de TI é a execução de projetos internos. Esse é o caso dos que trabalham com a migração ou o desenvolvimento de softwares. Em ambas as situações, a empresa contará com um time maior para executar todas as etapas e, assim, eliminar riscos.

Com o time sendo mais flexível, a execução de projeto ganhará agilidade e flexibilidade, e a empresa sempre terá a estrutura operacional necessária para executar qualquer rotina. Consequentemente, os resultados esperados serão atingidos sem grandes dificuldades e, acima de tudo, no prazo esperado.

No cenário atual, ter estratégias que facilitam a flexibilização das rotinas do negócio é um ponto-chave para o empreendimento conseguir atingir melhores resultados em médio e longo prazo. Com o outsourcing de TI, a companhia pode não só ter rotinas com mais agilidade e flexibilidade, mas também reduzir custos operacionais. Portanto, esse tipo de serviço deve ser visto como um investimento estratégico, independentemente do perfil do negócio.

Gostou das nossas dicas e quer saber mais informações sobre como a tecnologia pode melhorar a sua empresa? Então, siga os nossos perfis no LinkedIn e no Facebook!