A cada quatro meses acontece o Iteris Play – um evento em locais sempre diferentes para integrar ainda mais a nossa equipe. Foi durante um deles, em um snooker bar, que surgiu a ideia de fazermos um rebranding. Também chamado de redesign, esta é uma estratégia de marketing utilizada por empresas para alterar elementos de sua marca, como o logotipo ou o nome, e atualizar sua identidade.

Foi num momento bem descontraído que falamos sobre o crescimento da empresa e sobre a necessidade de padronizar os materiais internos para que tivéssemos uma identidade visual mais atraente, mais marcante e até mesmo mais fácil na hora de criarmos diferentes tipos de mídia. Pensamos na modernização, no crescimento, no momento da empresa, na importância do design nesse processo todo e, então, concluímos: porque não transmitir isso tudo por meio da nossa marca?

Além disso, estávamos prestes a completar 10 anos de existência e já era hora de modernizar a nossa marca, que nunca tinha sido atualizada. Nesse artigo, vamos contar alguns detalhes do passo-a-passo desse processo de criação.

Como foi o processo de criação?

• Duplo diamante (Design Thinking)

Para nos guiar nesse desafio, utilizamos uma metodologia chamada “duplo diamante”, que é dividida em quatro fases:  descobrir, definir, desenvolver e entregar.

Iniciamos então com o descobrir, fase de imersão, descoberta e pesquisa.
É o momento de abrir a mente, de ter ideias e de divergir. Para participar dessa fase, convocamos a maior interessada no redesign da marca, a diretoria da Iteris e realizamos as seguintes ações:

– Dinâmica

– Ao invés de realizarmos uma reunião formal com os diretores (que são fundadores da Iteris) resolvemos fazer uma dinâmica mais interativa e imersiva. Assim, conseguimos extrair deles o máximo de informações em um curto espaço de tempo.

Foi entregue um questionário para cada um com algumas perguntas como: “O que a Iteris faz?”, “Qual problema a Iteris resolve para seus clientes?”, “Por que a marca da Iteris precisa ser reformulada?”, entre outras. Eles deveriam responder individualmente em post-its para que um não influenciasse na resposta do outro.

Dinâmica com a diretoria

Então, todas as respostas foram organizadas e coladas na parede:

Post-its com respostas

Seguindo o questionário, começamos a ler todas as respostas. Quando elas eram divergentes, os participantes debatiam e opinavam até entrarem em consenso. Isso tornou a dinâmica muito enriquecedora e deixou todos os participantes no mesmo patamar de entendimento.

– Benchmark

Durante essa dinâmica também analisamos os nossos concorrentes e algumas referências no mercado.

– Bate-Papo

Logo em seguida realizamos um bate-papo mais aberto e descontraído no qual os participantes deram algumas ideias, trouxeram inspirações e contaram histórias que aconteceram durante esses 10 anos de Iteris.

Com todas as informações coletadas, partirmos para a próxima fase: definir.
Este é o momento de convergir, definir o conceito, o posicionamento e o que a marca deve transmitir. Tudo baseado nas informações coletadas na fase inicial.

Criamos uma nuvem de palavras a partir da expectativa dos diretores sobre o que a marca deveria transmitir aos seus clientes, colaboradores e fornecedores. Além disso, eles bolaram juntos uma frase… um “grito de guerra” que representaria o DNA da empresa.

O que a marca deve transmitir?

Com o conceito na cabeça, começamos a colocar as ideias no papel e então chegou a hora de desenvolver:

Os bumerangues

Muitos não sabem, mas existem bumerangues na marca da Iteris.

Observando-os, percebemos que os bumerangues possuíam um aspecto pesado. A ideia inicial de que eles representassem as letras i e t (as letras iniciais da Iteris) mas, na prática, não se transformou em uma imagem muito intuitiva.

Então, antes de redesenhar os bumerangues, procuramos entender a fundo o verdadeiro significado do que eles realmente representam para a marca. Analisamos como eles devem ser arremessados ao ar livre e qual era o melhor ângulo para que eles retornassem da forma mais assertiva possível em nossas mãos.

Baseados nessa análise, entendemos que os bumerangues representam melhoria contínua, estudo, aprendizado e tudo o que fazemos para atender cada vez melhor os nossos clientes.

Para deixar os bumerangues mais leves e modernos, começamos a rabiscar no papel diversas possibilidades.

Depois, passamos algumas opções para o computador e evoluímos os rascunhos.

Começamos a “refinar” os bumerangues, deixando as curvas mais suaves para dar mais leveza e dinamismo.

Testamos movimentos, angulações e posições.

Inversão de cores

A cor mais destacada e o formato do segundo bumerangue acabavam forçando o sentido da leitura para fora da marca. Por mais sutil que seja esse detalhe, isso acabava afetando a fluidez do entendimento do logo.

Com a inversão das cores, o sentido de leitura apontou para o texto “Iteris” mais rapidamente.

Tipografia

O desafio era encontrar ou criar uma família tipográfica que conseguisse transmitir todos os valores discutidos na fase de descoberta. Depois de muitas pesquisas e tentativas, chegamos a uma fonte que acreditávamos ser a ideal: a Ubuntu.

Além de ter um formato mais moderno e forte, ela possui um significado que tem tudo a ver com os valores que queremos passar:

“O ubuntu é uma ideologia que se baseia na solidariedade e no pensamento coletivo. No ubuntu, acredita-se que uma pessoa só existe porque o grupo também existe, ou seja, o indivíduo depende da sociedade.”

E mais, Ubuntu é o nome de um sistema operacional.

E, se tem a ver com tecnologia, tem a ver com a Iteris!

Testes com a fonte Ubuntu

Adotamos o “i” minúsculo para dar mais harmonia, por ser uma tendência, e para ele não ser confundido com o “l” minúsculo.

Cores

Para dar um ar mais jovem e impactante, deixamos as cores mais vivas e brilhantes.

Além disso, atualizamos a paleta de cores com muito mais opções de cores de apoio.

Entregar

Hora de mostrar o resultado!

Parece que conseguimos um bom resultado e atingimos nosso objetivo, que era modernizar a marca sem mudanças radicais (uma grande preocupação da diretoria). A marca agora possui novos bumerangues, novas cores e letras. Tudo está mais legível, moderno e harmônico.

Versões

Criamos versões para que a marca fique legível em diferentes backgrounds e mídias:

Detalhes

Também tivemos a preocupação de deixar tudo bem alinhado e simétrico:

Todo esse processo foi apresentado em uma nova reunião com a diretoria e foi importantíssimo para mostrarmos que redesign não é apenas feito no visual e que o design thinking nos ajudou a projetar a inovação do início ao fim! O resultado foi uma exibição surpresa da marca na festa de fim de ano e o reconhecimento da diretoria e colaboradores!

E aí, gostaram? Deixe sua opinião nos comentários e fique ligado nos próximos artigos que estamos preparando para você! 😉