De acordo com pesquisas realizadas pela Brasscom (Associação Brasileira das empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação), até 2024 o mercado de TI no Brasil demandará cerca de 420 mil novos profissionais. Mas será que a carreira em TI exige apenas competências técnicas?


O que muitos profissionais da área não compreendem, principalmente aqueles que estão em início de carreira, é o quanto suas competências comportamentais impactam em suas entregas e crescimento profissional.

Neste artigo, você conhecerá alguns comportamentos que merecem atenção. Compreender e colocar em prática cada um deles com certeza irá te auxiliar no dia a dia.

Vamos lá?

Networking

Essa não é apenas uma palavra da moda, é um conceito que promove as relações interpessoais entre profissionais e na carreira de TI ela é altamente relevante.

Se, quando estava na escola / faculdade você teve o privilégio de escolher os amigos com quem realizaria os trabalhos, no mercado de trabalho as coisas não são bem assim. Lidar com diferentes pessoas, tanto com aquelas com as quais nos identificamos, quanto àquelas as quais não nos relacionamos, fará parte dos desafios diários.

Em outras palavras, a facilidade de se conectar e interagir com diferentes pessoas e equipes é uma competência muito bem vista e necessária no dia a dia. Além disso, boas conexões te proporcionarão oportunidades, e ser comunicativo e se conectar por onde passa com certeza auxiliará em sua carreira.

Comunicação

Antes de mais nada, vamos entender a diferença entre a fala e a comunicação.

  • Falar: é um recurso verbal, ou seja, é o meio que usamos para nos comunicarmos. Mas lembre-se: falar não significa fazer-se entender.
  • Comunicar: é a capacidade de se expressar, de se fazer entender. É utilizar o recurso da fala com propósito.

Agora que você já sabe a diferença, reflita: no seu dia a dia você tem falado ou se comunicado?

A comunicação é um ponto que impacta diretamente no desempenho e no resultado do negócio e das equipes; o “medo” de se comunicar é bastante comum, ainda mais em novos ambientes ou no inicio da carreira.

Saber se comunicar, muito mais do que facilitar a vida de quem te ouve, é uma excelente ferramenta para o desenvolvimento, já que te auxilia na busca de novos conhecimentos e é primordial para o Networking.

Comunique-se, peça ajuda, se posicione e seja transparente. Dicas que parecem simples, mas que são capazes de gerar os maiores ruídos em um projeto ou ambiente de trabalho.

Proatividade

Se esforçar para que algo aconteça, ter iniciativa, se prontificar e ajudar seus colegas são algumas das caraterísticas de pessoas proativas.

A proatividade também está relacionada a capacidade de trabalhar em equipe, já que entender que ajudar aos demais também faz parte do seu papel como colaborador.

Já terminou suas tarefas, está tranquilo? Ótimo, mas que tal verificar se alguém precisa da sua ajuda.

Alguém sempre estará com alguma “pedra no sapato” e não custa nada você estender suas mãos, até porque, você provavelmente gostaria que fizessem o mesmo por você!

Pessoas proativas se destacam naturalmente nas equipes, afinal, elas não estão bitoladas em suas descrições de cargo.

Feedback

Tem muita gente que ainda teme essa palavra, já que não compreendem o feedback como uma possibilidade de se desenvolver e auxiliar o desenvolvimento do próximo.

Saber receber e dar feedbacks é uma tarefa muito importante no mundo corporativo, ainda mais nas fases iniciais da carreira.

Já que nem só de feedbacks positivos vivem os homens, talvez o grande desafio seja compreender que o feedback “negativo” não é pessoal, é uma oportunidade de crescimento, uma oportunidade que deve ser aproveitada para aprimorar o que foi citado e se tornar um profissional melhor.

Então lembre-se: receber feedbacks, saber ouvi-los e estar pronto para melhorar é uma das maneiras de alavancar sua carreira.

Aprendizado

Por último, mas não menos importante, a sede por conhecimento também é uma competência fundamental, ainda mais numa área que vive de inovação.

Todo dia é dia de aprender, de estudar, de aceitar que você ainda tem muito para conhecer, seja uma linguagem nova, uma atualização.

Desse modo, além de estar atualizado, você também estará pronto para novos desafios.

Por fim, agregar aos seus conhecimentos técnicos essas competências comportamentais, com certeza te auxiliarão no mundo corporativo (e seja lá onde for).

Mas lembre-se: você é responsável por essa mudança!