O Product Design ou Design de Produto pode ser conceituado como um processo abrangente que busca descobrir quais são os reais problemas em um processo, ou qual a principal necessidade de um cliente, e propor soluções criativas para esses problemas focadas no maior valor agregado para todos. Baseando-se em dados e dinâmicas de investigação e exploração, é possível extrair hipóteses que detectam os problemas certos a serem resolvidos e utilizando esse conjunto de informações, é possível propor a solução de problemas de um negócio, seja um sistema novo, uma funcionalidade ou até mesmo uma nova plataforma.

De forma criativa e seguindo sólidos processos, o profissional de design de produto consegue extrair as melhores ideias de vários agentes de negócio, criar formas de prototipação para tangibilizar a solução de maneira rápida e estruturar, de forma coesa e priorizada, como o desenvolvimento da solução deve acontecer, além de acompanhar o desenvolvimento para garantir a eficácia do produto.

Um aspecto primordial do Product Design feito pela Iteris é compreender o valor agregado em cada decisão. No processo de desenvolvimento, os dados informam tudo o que é feito, a pesquisa do usuário verifica as hipóteses e a eficácia da solução é medida por meio de métricas de negócios e engajamento.

A cultura maker dentro do Product Design

Considerada uma evolução do “do it yourself” (faça você mesmo), seu conceito principal reside na construção de soluções para problemas do cotidiano por pessoas dotadas das ferramentas corretas. Esse tipo de mentalidade estimula a circulação de conhecimento, viabilizando a materialização de ideias inovadoras, estimulando pessoas a raciocinarem e agirem de maneira pouco convencional.

No Product Design, a cultura maker caminha lado a lado com a análise de dados, pois a partir de números fornecidos em relatórios de Data Analytics é possível ter um embasamento para que a inovação proposta pela cultura maker aconteça de maneira assertiva.

Implementação do Product Design

Após o fechamento de todas as ideias utilizando conceitos de Design Thinking e User Experience, estruturando o planejamento em dados e informações, é hora da implementação, que segue as seguintes etapas:

  • Definição do problema
    A concepção do Product Design começa a partir da detecção de um problema, uma necessidade ou uma Insatisfação cliente/usuário. Com as partes envolvidas no desenvolvimento focadas em um mesmo objetivo, se inicia o trabalho para dar vida ao que será uma nova solução.  Esse processo começa com a cooperação na validação de pontos problemáticos, a priorização colaborativa de recursos e, por fim, a construção de uma lista de requisitos.
  • Idealização de soluções
    Na fase de idealização, surgem as primeiras ideias, com alternativas levantadas por meio de alguns processos de design, análises de mercado, de concorrentes e similares e outros métodos de ideação. Considerada a terceira etapa do Design Thinking, está marcada pelo brainstorming sobre o projeto e pela apresentação de propostas para solucionar o problema em questão.  É nesta etapa que todos os envolvidos no projeto conseguem opinar e propor ações para solucionar o problema apresentado.
  • Colaboração entre equipes
    A essência do Product Design é a colaboração. Após a definição do problema e a ideação, é hora de envolver a equipe multidisciplinar no projeto, recebendo os feedbacks necessários para prosseguir com o projeto. Com isso, é possível ter uma visão macro de todas as etapas de criação do novo produto, e sanar problemáticas que inicialmente podem não ter sido contempladas.
  • Validar soluções
    É extremamente importante coletar, registrar e analisar dados para apoiar suas decisões de Product Design ou apontar a atenção para áreas que precisam de reconsideração. Existe uma variedade de técnicas que podem ser usadas para verificar se seus projetos estão em alinhamento com suas suposições e hipóteses. Isso inclui classificação de cartão aberto / fechado, entrevistas não moderadas / moderadas, avaliações holísticas e métodos de teste.

Na Iteris, você vai poder contar com estratégias de UX e UI Design, áreas que desenvolvem toda a experiência e interfaces de aplicações – sejam elas web, mobile ou até mesmo serviços e processos que auxiliam diretamente no Product Design. Clique aqui e saiba mais!